7 dicas para montar um ótimo PLANEJAMENTO FINANCEIRO e se livrar das DÍVIDAS

Em época de instabilidade financeira global, muito se fala em investir na bolsa de valores e aproveitar oportunidades.

Mas antes de chegar nesta etapa é preciso se planejar, listarei abaixo 7 dicas para montar um ótimo planejamento financeiro, se livrar das dívidas e começar a investir.

Importância da gestão financeira pessoal

Compreender de finanças permitirá que você invista melhor e também gaste melhor, o que contribuirá para um enriquecimento pessoal.

Benefícios de cuidar das suas finanças

Sem dúvida os principais benefícios são o conforto e a tranquilidade com relação às dívidas.

Um bom controle permitirá que você corte gastos desnecessários e direcione seu dinheiro para áreas que realmente são importantes.

Isso lhe permitirá investir melhor, realizar desejos pessoais, tais como viagens, etc., sem a necessidade de cair em dívidas longas.

7 Dicas sobre finanças pessoas

Após essa breve introdução, aprenderemos de fato como organizar nossas finanças pessoais.

Pontuaremos abaixo 7 dicas práticas que irão ajudar a melhorar muito:

1. Mapear seus gastos

Uma boa forma para controlar suas finanças é registrar (anotar) todas suas receitas e despesas. Anote todos os gastos, até mesmo o cafezinho.

É importante que faça anotações diárias para não deixar nenhuma conta para trás. Essa tarefa pode ser facilitada utilizando uma planilha de planejamento financeiro.

Com os gastos anotados, você terá controle de para onde seu dinheiro está indo, mas não só isso, você conseguirá avaliar quais pontos fortes e fracos da sua gestão financeira atual e reorganizar para cortar gastos.

2. Faça um planejamento financeiro pessoal

Muitos acreditam que o  planejamento financeiro é difícil de ser criado, mas não é. Não há segredos, na verdade, ele precisa ser simples e funcional.

A base  de qualquer planejamento são metas e prazos bem definidos.

Resumindo, é definir o que você quer e quando quer, para poder planejar como chegará lá.

3. Estabeleça metas de curto, médio e longo prazo

Quando definir suas metas, seja realista, mas saia da zona de conforto.

Seus objetivos devem ser coerentes com sua realidade financeira e de acordo com aquilo que você consegue alcançar no momento. 

Esta dica é muito importante, pois servirá de guia não só para as próximas etapas, mas também para sua vida.

“Se você não sabe para onde ir, qualquer caminho serve”.

Lewis Carroll

Ao fazer seu planejamento de metas, separe-as em planos de curto, médio e longo prazo e defina uma data objetivo para cada uma. Desta maneira, será mais fácil definir o quanto de dinheiro será preciso guardar/investir para realizar cada um dos seus sonhos.

É importante que defina objetivos claros, guardar por guardar não é uma boa opção, ao invés de “Guardar R$ 1 mil” experimente “Guardar R$ 1 mil para viajar no seu aniversário em 31 de dezembro de 2023, por exemplo”.

4. Renegocie e elimine as dívidas

Saber quais são suas pendências financeiras faz parte do processo de estruturação de um planejamento de finanças.

Por tanto, mapeie quais são suas dívidas no momento e planeja-se para quitá-las assim que possível.

Caso possua contas atrasadas, não pague imediatamente, tente renegociar, consulte opções melhores de empréstimo para reduzir suas taxas e adiante o máximo de parcelas que conseguir. 

Antes de economizar, é essencial que não possua pendências, isso evitará o pagamento de mais juros e ainda que tenha que se  preocupar.

5. Aprenda como economizar dinheiro

Economizar de maneira inteligente é a parte mais importante das finanças pessoais.

Por mais óbvio que pareça,  a economia vem de cortar desperdícios, simples assim.

Após começar a controlar seus gastos, será muito fácil identificá-los.

Resumindo, desperdício de dinheiro é tudo aquilo que você paga, mas não usa, ou, o gasto que você poderia ter reduzido optando por uma opção mais barata.

Exemplos práticos:

  • Assinatura de streamings: Netflix, Amazon, etc., caso não use algum deles, cancele.
  • TV Por assinatura: se não usar, cancele.
  • Telefonia: verifique se o plano que utiliza é adequado ao seu consumo, sempre é possível gastar um pouco menos.

6. Estabeleça um padrão de vida que permita investir mensalmente

Viver intensamente é um dos objetivos de muito gente. No entanto, pensar somente no presente pode ser uma prática nociva à saúde da vida financeira. É preciso também pensar no futuro.

Nesse contexto, é preciso avaliar o percentual da receita destinado a cada tipo de despesa e tentar limitar aquelas sendo menos relevantes. Assim será possível destinar uma quantia para investimento todo mês.

7. Invista

Com as contas em dia e capital na conta, é hora de colocar o dinheiro para trabalhar para você.

Mas antes de sair aplicando, recomendo que conheça os principais tipos de investimento no post clicando aqui.

Apenas estudando e conhecendo os investimentos você conseguirá ajustar seu perfil de risco x investimento adequado.

Related Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

RSS
Follow by Email

Baixe nosso e-book e aprenda de vez como investir em ações:

Obrigado por se inscrewv

There was an error while trying to send your request. Please try again.

Meu Rendimento will use the information you provide on this form to be in touch with you and to provide updates and marketing.